A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul / Unidade Universitária de Aquidauana convida (UEMS/UUA) convida produtores rurais, estudantes, professores, pesquisadores e demais interessados para participar da “V Mostra Tecnoagrícola”, que irá fornecer conhecimentos sobre os adubos verdes e culturas oleaginosas no ecótono cerrado-pantanal.

A adubação verde é uma técnica agrícola milenar que consiste em cultivar espécies em sucessão/rotação/consorciação que contribuem na fixação e disponibilização de nutrientes essenciais aos cultivos agrícolas. A adubação verde permite a redução de custos de adubação e pode proporcionar outras melhorias aos cultivos agrícolas, pois com o aporte de matéria orgânica e a ciclagem dos nutrientes, o solo torna-se mais vivo e completo para receber os demais cultivos, sejam eles anuais ou perenes. O cultivo de espécies oleaginosas é uma atividade agrícola que visa a produção de grãos ricos em óleo e que, muitas das vezes, pode proporcionar boa rentabilidade, tornando-se uma opção viável para quem precisa dar utilidade às terras agricultaveis. O cultivo dessas espécies pode proporcionar a melhoria da qualidade do solo além de gerar produtos e subprodutos. É sempre bom frisar que a rotação de culturas e o manejo adequado do solo são indispensaveis na produção agrícola sustentavel.

O coordenador do evento, Dr. Francisco Eduardo Torres, empenhou-se para orientar estudantes na produção de áreas experimentais demonstrativas que resultam nessa ediçao da mostra tecnoagricola da UEMS. O evento vai ocorrer nas dependências da UEMS/UUA, onde haverão demonstrações e explicações sobre as principais culturas oleaginosas e adubos verdes recomendadas para a região do ecótono cerrado-pantanal.

Data: 02/06
Horário: 7h30 às 16h
Inscrições Gratuitas e certificado de 4h.

Veja a galeria de fotos do evento

 

Comentários

Compartilhar
Artigo anteriorSeminário Floresta Urbana reúne pesquisadores e estudantes em Anastácio
Próximo artigoCheia no Pantanal deverá atingir cerca de quatro metros e meio na metade do ano
Bacharel em Engenharia Florestal e mestrando em Agronomia - Produção Vegetal pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, campus de Aquidauana (UEMS/UUAq). Entusiasmado pelo amor à natureza, o floresteiro costuma atuar em diversas atividades que envolvem o meio ambiente e os recursos naturais, além de participar como colaborador intelectual do AquidauanaMais. Acredita que a interferência de uma "formiga na selva de pedras", embora pequena, pode ser positiva ao ponto de contribuir no desenvolvimento sustentável. Se for esse o caminho, é por ele que vamos.