Foto: Marinha do Brasil

A discussão entre os moradores a respeito dos caças da marinha que sobrevoam a área urbana de Aquidauana desde a última terça-feira(13/06) se torna cada vez mais acalorada. O ruído ensurdecedor dos caças Skyhawk pertencentes ao 1º Esquadrão de Aviões de Interceptação e Ataque (VF-1), tem assustado moradores, animais domésticos e selvagens que residem ou transitam na região urbana de Aquidauana. O ruído que excede os limites seguros para a audição humana, podem causar danos ao aparelho auditivo. Para os animais a situação é ainda mais alarmante, cães, por exemplo, conseguem escutar um som 4 vezes mais longe que uma pessoa e em um espectro de frequência muito maior, portanto, o dano causado ao aparelho auditivo dos cães é muito maior.

“É um completo desrespeito com os moradores e animais da região, o barulho atrapalha o bem-estar dos animais e da própria população, não dá pra se comunicar nem pra dormir” diz uma moradora indignada com a situação. “São tantas áreas que poderiam ser utilizadas para este treinamento, estas áreas de sobrevoo deveriam ser escolhidas coerentemente, tanto pra evitar o mal-estar da população, bem como para evitar acidentes graves, imagina se uma nave dessa cai sobre nossas casas?” acrescenta a moradora. “Podiam ao menos avisar, né? tenho crianças em casa” outro morador completou.

Em nota, a Marinha explica que as aeronaves estarão em Mato Grosso do Sul de 5 a 26 de junho para realizar exercícios com militares do Comando do 6° Distrito Naval. Por este motivo, as equipes farão sobrevôos pelo Estado, como parte das atividades. Ainda de acordo com a Marinha, os caças Skyhawk são designados como AF-1 Falcão (N-1021) monoplace, por possuir apenas 1 lugar e AF-1A Falcão (N-0604) biplace, por possuir dois lugares.

De acordo com o Capitão-de-Corveta da Marinha, Marcos Henrique Fernandes da Silva, as aeronaves voam a uma velocidade aproximada de 420 nós, o que representa cerca de 700 km/h.  Os caças estão baseados em Campo Grande e devem continuar a sobrevoar a região até sexta-feira (16/06).

“É um treinamento que a gente está fazendo, de Guia Aéreo Avançado, que nada mais é do que um apoio de fogo aéreo prestado pelas aeronaves para apoiar a tropa interna. Então, a tropa interna guia a aeronave para determinados para causar uma linha de destruição, destruir uma ponte destruir um aeródromo, enfim qualquer alvo que seja de interesse da tropa interna. Então, essa tropa planeja a destruição desse e vai fazendo o guiamento da aeronave”, explicou o Capitão-de-Corveta da Marinha.

 

Os caças sobrevoam Aquidauana desde terça-feira (13/06) e devem continuar a sobrevoar a região até esta sexta-feira (16/06). 
Fica o aviso!

Fonte: Marinha do Brasil e EDS

Comentários

Compartilhar
Artigo anteriorOs fósseis mais antigos da espécie humana
Próximo artigoConheça a flor que parece uma pequena galáxia
O AquidauanaMais objetiva unir os saberes da comunidade Aquidauanense, Anastaciana e da Região em um portal de entretenimento, interação e diálogo, onde todos possuem liberdade para expor suas opiniões e ideias.