Nesta terça-feira (23/05) estiveram reunidos no Centro De Convenções Prefeito Cláudio Valério Da Silva em Anastácio – MS, estudantes, professores, pesquisadores e membros da comunidade que aproveitaram a oportunidade de prestigiar o evento “Seminário Floresta Urbana” que contou com os palestrantes Dr. Arnildo Pott, Eng. Agr. Juliana Casadei e duas biólogas pesquisadoras do Instituto Arara Azul. As florestas urbanas de Mato Grosso do Sul foram o tema central do evento, desencadeando a discussão sobre a flora e fauna do Cerrado/Pantanal e a participação do homem como modificador dos ambientes. A inscrição no evento foi pelo valor simbólico de R$10 para os ouvintes, facilitando e incentivando a participação da comunidade no evento.

O publico lotou o auditório do Centro de Convenções

O evento teve início às 8:30hs com a cerimônia de abertura recebendo a presença do gerente da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – Unidade Universitária de Aquidauana (UEMS/UUAq), representantes do Poder executivo municipal de Anastácio, além de idealizadores e proponentes do evento. O ciclo de palestras iniciou com o Dr. Arnildo Pott explanando sobre a flora ocorrente no cerrado e no pantanal, bem como a influência das ações humanas sobre o ambiente, alterando as paisagens e as condições do meio que o circunda. Na sequência, Juliana Casadei abordou o Plano Diretor de Arborização Urbana de Campo Grande durante sua palestra, norteando a implementação de um plano diretor para as demais cidades do Estado e expondo as necessidades de envolver a comunidade na gestão de um sistema dinâmico e conjunto no manejo das florestas urbanas. A última palestra ficou por conta das pesquisadoras do Projeto Arara Azul e Aves Urbanas, de forma dinâmica e bem ilustrada trataram sobre a biologia e comportamento das aves em ambientes urbanos.

O evento realizado pela UEMS/UUAq reuniu centenas de estudantes e pesquisadores que discutiram o tema central do evento – As florestas urbanas na região do ecótono cerrado-pantanal – onde estão inseridos os municípios de Aquidauana e Anastácio. Ao final das apresentações houve uma mesa redonda que reuniu os palestrantes para discutir e explanar os apontamentos e dúvidas dos ouvintes. Todos os palestrantes receberam brindes da comissão organizadora do evento e o agradecimento por parte dos organizadores e, notadamente, dos ouvintes que prestigiaram as palestras.

O Seminário Floresta Urbana abriu portas para a discussão da gestão das florestas urbanas nos municípios de Aquidauana e Anastácio. A comissão organizadora do evento propôs a criação de um próximo evento, em 2019, desta vez que resulte na elaboração de um Plano Diretor de Arborização Urbana para os municípios.

Os organizadores agradecem aos participantes

Fica o convite para os próximos eventos a serem realizado pela UEMS. O 21º Congresso Brasileiro de Floricultura e Plantas Ornamentais & 8º Congresso Brasileiro de Cultura De Tecidos de Plantas, com o Tema: “O Encontro dos Biomas Cerrado e Mata Atlântica: a exuberância do Pantanal, Bonito!“, serão realizados de 18 a 22 de setembro de 2017, em Bonito-MS.

 

Participe!

Fonte: Seminario Floresta Urbana (facebook)

Comentários

Compartilhar
Artigo anteriorAsfaltamento da MS-450 coloca Piraputanga e Aquidauana na rota do turismo
Próximo artigoUEMS realiza a V Mostra Tecnoagricola

Bacharel em Engenharia Florestal e mestrando em Agronomia – Produção Vegetal pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, campus de Aquidauana (UEMS/UUAq).

Entusiasmado pelo amor à natureza, o floresteiro costuma atuar em diversas atividades que envolvem o meio ambiente e os recursos naturais, além de participar como colaborador intelectual do AquidauanaMais.

Acredita que a interferência de uma “formiga na selva de pedras”, embora pequena, pode ser positiva ao ponto de contribuir no caminhar ao desenvolvimento sustentável. Se é esse o caminho, é por ele que vamos.