As multas por crimes ambientais durante a Operação Tiradentes tiveram redução de 80% neste ano em relação ao ano passado.

Segundo balanço divulgado pela Polícia Militar Ambiental, entre os dias 20 e 24 deste mês foram 13 notificações contra 68 durante a ação policial de 2016.

Conforme a PMA, assim como na operação anterior, as infrações de pesca foram as mais recorrentes. Ao todo, foram 10 autuados, sendo três por pesca predatória e sete por pescar sem licença.

Outras duas pessoas foram autuadas por desmatamento e exploração ilegal de madeira e uma acabou presa com veículo roubado.

Na operação passada, 56 pessoas foram multadas. Deste total, 22 acabaram presas por pesca predatória.

Em relação aos petrechos proibidos, foram apreendidas 13 redes. O número  representa apenas 20% da operação passada, quando foram 65 redes foram encontradas.

Sobre as apreensões de pescado, a PMA informou que foram 73 quilogramas neste ano contra 357 em 2016.

A Operação Tiradentes começou na quarta-feira e terminou hoje. Ao todo,  280 homens participaram das ações.

Fonte: Correio do Estado

Comentários