A plataforma Floresta Silenciosa, lançada em junho de 2017, por uma parceria entre os cientistas da Rede Amazônia Sustentável (RAS) e a startup brasileira de jornalismo Ambiental Media, com apoio do InfoAmazonia, busca alertar cientistas, a mídia e toda a população para a gravidade e a extensão da degradação florestal na Amazônia. “A visualização de dados e a transformação de estudos científicos em informação atraente e acessível são passos fundamentais na luta pela conservação da floresta. Agora, é possível enxergar o quadro com mais clareza”, ressalta o jornalista Thiago Medaglia, coordenador editorial da plataforma Floresta Silenciosa e fundador da Ambiental Media.

As informações da plataforma partiram de um estudo de cientistas brasileiros e estrangeiros, publicado no periódico Nature – “Distúrbios antrópicos em florestas tropicais podem dobrar a perda de biodiversidade causada pelo desmatamento” – que se concentrou em mostrar como as ações humanas afetam a biodiversidade e os serviços ambientais na Amazônia. A análise dos distúrbios florestais causados pelo homem, como a exploração seletiva de madeira, incêndios de pequeno e médio porte, caça e fragmentação, ganharam destaque na plataforma, que compilou todos estes dados em um mapa inédito. “Vários estudos olham para cada um dos efeitos isolados, como a extração de madeira e o fogo, mas as perturbações humanas acontecem todas juntas”, explica Jos Barlow, principal autor do estudo, da Universidade de Lancaster, no Reino Unido.

Clique aqui e acesse a plataforma Floresta Silenciosa

Fontes: InfoAmazonia; Florestal BrasilFloresta Silenciosa

Comentários

Compartilhar
Artigo anteriorComo são formados os solos
Próximo artigoJovens de até 26 anos poderão ser imunizados contra HPV

O AquidauanaMais objetiva unir os saberes da comunidade Aquidauanense, Anastaciana e da Região em um portal de entretenimento, interação e diálogo, onde todos possuem liberdade para expor suas opiniões e ideias.