Dois acidentes no mesmo dia refletem o perigo na MS-450

0
1797

Dois acidentes na mesma rodovia marcaram a manhã desta segunda feira (04/09). Por volta das 7:50h, um casal moradores de Camisão que se dirigiam para Aquidauana sofreram um grave acidente após desviar de um cão e perder a direção do veículo. A mulher sofreu ferimentos leves e um corte na perna direita. Seu marido ficou preso nas ferragens e demandou o serviço dos bombeiros para que fosse removido. Nossa equipe foi informada que o único grave ferimento foi uma fratura exposta na perna direita do motorista.

A Policia Militar esteve no local e registrou o acidente. A ação dos bombeiros permitiu que o casal fosse levado juntamente ao pronto socorro onde foram atendidos com urgência. Devido a gravidade das lesões, o homem foi levado para a capital para que fosse operado. Felizmente a história não foi trágica para o casal, já para o veículo houve perda total.

Ainda na mesma manhã, por volta das 10:40h, duas motocicletas colidiram resultando na queda de quatro estudantes da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – Unidade Universitária de Aquidauana. Embora não estivessem transitando em alta velocidade, uma das garotas sofreu ferimentos leves por todo o corpo que gerou preocupação, já as demais estudantes apenas sofreram escoriações. O corpo de bombeiros compareceu ao local do acidente e realizou o procedimento de primeiros socorros às vitimas deste acidente.

A rodovia MS-450, em Aquidauana, que dá acesso à UEMS-UUA e também aos distritos de Camisão e Piraputanga, é alvo de críticas há muito tempo. Milhares de veículos circulam diariamente na rodovia, principalmente estudantes, professores e pesquisadores da UEMS, como também moradores e turistas que trafegam de Aquidauana à Camisão/Piraputanga e vice-versa.

Mesmo sendo considerada uma importante rodovia estadual, a falta de sinalização e as más condições da pavimentação colocam em risco todos que trafegam pela rodovia. O deputado estadual Felipe Orro já demonstrou preocupação com as condições da rodovia MS-450. Para solucionar o problema, o deputado indicou ao Secretário de Estado de Infraestrutura, Ednei Miglioli, que fosse feito com urgência o recapeamento de toda a extensão rodovia.

“A MS-450 está em condições precárias por falta de manutenção, isso dificulta o tráfego dos veículos e pode causar acidentes ou mesmo danificar os automóveis de quem passa pela região, por isso, penso que o recapeamento tem que ser feito com urgência”

-Felipe Orro, Deputado estadual de Mato Grosso do Sul.

No último mês, a autorização do asfaltamento da MS-450 no trecho entre Camisão e Piraputanga foi motivo de comemoração. Mesmo assim, para que se torne efetiva a melhoria da rodovia, não se deve manter esquecido o trecho mais movimentado da rodovia, justamente o que fica entre Aquidauana e a UEMS-UUA.

Fonte: Assecom

“Muito se falou neste asfalto, é uma reivindicação cobrada há anos por todos nós aqui da região e que agora vai sair do papel definitivamente”

-Felipe Orro, comemorando a obra autorizada pelo governo estadual.

Infelizmente, enquanto o recapeamento e a sinalização ainda não saem do papel, os usuários da rodovia continuam correndo o risco diário de trafegarem por esta rodovia estadual.

Animais na pista, ausência de acostamento, ausência de sinalização e defeitos na pista são as principais causas de acidentes na MS-450 que liga Aquidauana à UEMS-UUA e aos distritos de Camisão e Piraputanga.

Para quem precisa trafegar pela MS-450, um alerta: Todo cuidado é pouco!

 

 

Comentários

Compartilhar
Artigo anteriorOs Ipês e seus parentes
Próximo artigoFrente fria deve trazer chuva e dar trégua ao tempo seco em MS

O AquidauanaMais objetiva unir os saberes da comunidade Aquidauanense, Anastaciana e da Região em um portal de entretenimento, interação e diálogo, onde todos possuem liberdade para expor suas opiniões e ideias.