O solo pode ser definido como a fina camada da superfície terrestre e é formado a partir da desagregação das rochas. Ele é composto principalmente de partículas minerais, materiais orgânicos, água, ar e organismos vivos que interagem lentamente e constantemente. Em resumo, o solo é um conjunto trifásico, complexo e dinâmico de corpos naturais originados a partir da rocha matriz.

Os vegetais obtêm a maioria dos seus nutrientes do solo e, por serem seres primários, são autotróficos e servem como fonte de alimento para os seres humanos e outros animais. Além de servir como fonte de nutrientes às plantas, também dão suporte para que os seres sejam capazes de se fixar e crescer sobre a superfície terrestre. 
Evidentemente, a maioria dos seres vivos na Terra dependem do solo para a sua existência.

O solo é um recurso valioso que precisa ser cuidadosamente gerido, uma vez que é facilmente degradado pela ação dos ventos e das águas se não consideradas as praticas ideais de conservação e proteção deste recurso natural.
 Se entendermos o solo e controlá-lo corretamente, vamos evitar a destruição de um dos alicerces do meio ambiente e garantiremos nossa segurança alimentar e dos demais seres que compartilham a Terra conosco.

O perfil de solo

Como os solos desenvolveram-se ao longo do tempo, afetados pela ação do intemperismo, podemos diferenciar camadas (ou horizontes) que formam um perfil do solo, desta forma se definem as classes de solos.

Horizontes do solo são as camadas do solo como você se move para baixo do perfil do solo.
 Um perfil do solo pode ter horizontes do solo que são fáceis ou difíceis de distinguir, considera-se o gradiente textural, cromático e outras características como o acúmulo de sais e outros compostos.

A maioria dos solos apresentam três horizontes principais:

  • Horizonte O e A: Na superfície do solo, geralmente o húmus enriquece o solo onde nutrientes, matéria orgânica e atividade biológica são mais altos (ou seja, a maioria das raízes das plantas, minhocas, insetos e microrganismos estão ativos). Geralmente mais escuro do que outros porque derivam da degradação dos materiais orgânicos.
  • Horizonte B: Subsolo rico em argila. Esse horizonte é muitas vezes menor do que o solo fértil, mas detém mais umidade. Ele tem geralmente uma cor mais clara e menos atividade biológica do que o horizonte A. Textura pode ser mais pesado do que o horizonte A  também.
  • Horizonte C: Subjacente a  rocha alterada (a partir do qual os horizontes A e B formam).

As propriedades dos horizontes são usadas para distinguir os tipos solos e determinar o potencial de uso da terra, definindo a correta gestão do solo e as especificidades demandadas no manejo do solo.


Os materiais do solo são progressivamente deslocado no interior da paisagem natural pela ação da água, a gravidade e do vento (por exemplo, as fortes chuvas corroer solos das montanhas para as áreas mais baixas, formando solos profundos).
 Os solos deixados em morros íngremes são geralmente rasos. 

Fatores que afetam a formação do solo

Os solos são formados de forma contínua, mas lentamente, a partir da quebra gradual de rochas através de um processo conhecido como intemperismo.

O Intemperismo pode ser um processo físico, químico e biológico :
  • Intemperismo físico: Quebra de rochas a partir do resultado de uma ação mecânica. As mudanças de temperatura, abrasão (quando as rochas colidem umas com as outras) são exemplos; 
  • Intemperismo químico: Discriminação das rochas por meio de uma mudança em sua composição química. Isso pode acontecer quando os minerais dentro de rochas reagem com a água, o ar ou outros produtos químicos;
  • Intemperismo biológico: Associado à outros tipos de intemperismo. Trata-se da deterioração das rochas pelos seres vivos. Por exemplo, fissuras ajudam a  água e o ar entrar na rocha e, posteriormente, as raízes das plantas podem crescer em fissuras na rocha e promover a desagregação da rocha.

O acúmulo de material através da ação da água, do vento e da gravidade também contribui para a formação do solo. Estes processos podem ser muito lentos, levando muitas dezenas de milhares de anos. Cinco principais fatores que interagem e afetam a formação do solo:

  • Material de origem: Minerais que formam a base do solo;
  • Organismos vivos: Muitos influenciam a formação do solo;
  • Clima: Afeta a taxa de intemperismo e decomposição orgânica;
  • Topografia: Grau de inclinação afetando drenagem, erosão e deposição;
  • Tempo: Propriedades do solo são alteradas ao longo do tempo.
As interações entre estes fatores produzir uma infinita variedade de solos em toda a superfície terrestre. 

Materiais de origem

Minerais do solo formam a base do solo. Eles são produzidos a partir de rochas (material de origem) através dos processos de intemperismo e erosão natural. Água, vento, mudança de temperatura, a gravidade, a interação química, organismos vivos e as diferenças de pressão todos ajudar a quebrar material de origem.

Os tipos de materiais de origem e as condições em que elas se quebram irá influenciar as propriedades do solo formada.
 Por exemplo, os solos formados a partir de granito são muitas vezes arenoso e inférteis ao passo que basalto em condições úmidas quebra para formar férteis, solos argilosos.

Organismos

A formação do solo é influenciada por organismos (tais como plantas), microrganismos (tais como bactérias ou fungos),  insetos, animais e seres humanos.
Ao formar do solo, plantas começam a crescer nele. As plantas maduras morrem e outras tomam seu lugar. As suas folhas e raízes são adicionados ao solo. Os animais comem as plantas e os seus resíduos e, eventualmente, os seus corpos são adicionados ao solo, ciclando os nutrientes e formando, lentamente, o solo.

Clima

A temperatura afeta a taxa de intemperismo e decomposição orgânica.Com um clima mais frio e seco, esses processos podem ser lento, mas, com o calor e umidade, eles são relativamente rápida.

A precipitação dissolve alguns dos materiais do solo e mantém os outros em suspensão.
 A água carrega ou lixivia estes materiais para baixo através do solo. Ao longo do tempo, este processo pode alterar o solo, tornando-o menos fértil.

Topografia

A forma, comprimento e grau de inclinação afeta a drenagem. O aspecto de uma encosta determina o tipo de vegetação e indica a quantidade de chuva recebida. Estes fatores de alterar a forma solos .

Tempo

Propriedades do solo pode variar dependendo de quanto tempo o solo foi resistido.
Os minerais de rochas são ainda resistido para formar materiais tais como argilas e óxidos de ferro e de alumínio.
Aos interessados no assunto, o AquidauanaMais recomenda os seguintes artigos e livros sobre solos: Agroecologia e manejo do solo, Manejo ecologico do solo, Manejo sadio dos solos.

Saiba mais sobre os solos, a base para a alimentação mundial!
Conservar os solos é presentear o futuro!
Fonte: Agroruralnews ; www.qld.gov.au

Comentários