A concentração de lixo plástico nos mares e oceanos é muito mais preocupante do que muitos imaginam, apesar de afetar diretamente a vida na terra. De acordo com a Unesco, este tipo de poluição mata um milhão de aves e 100 mil mamíferos todos os anos. Mas, um bilionário norueguês quer contribuir para amenizar essa realidade e, para isso, planeja um iate especialmente para recolher as toneladas de plástico que chegam aos oceanos.

O bilionário Kjell Inge Røkke encomendou uma embarcação de 182 metros de comprimento -, ele já é considerado maior do mundo. A ideia é que ele seja usado para missões ambientais em parceria com a organização WWF. Para tanto, será adaptado para atividades de pesquisa e expedição.

A concentração de lixo plástico nos mares e oceanos é muito mais preocupante do que muitos imaginam, apesar de afetar diretamente a vida na terra. De acordo com a Unesco, este tipo de poluição mata um milhão de aves e 100 mil mamíferos todos os anos. Mas, um bilionário norueguês quer contribuir para amenizar essa realidade e, para isso, planeja um iate especialmente para recolher as toneladas de plástico que chegam aos oceanos.

O bilionário Kjell Inge Røkke encomendou uma embarcação de 182 metros de comprimento -, ele já é considerado maior do mundo. A ideia é que ele seja usado para missões ambientais em parceria com a organização WWF. Para tanto, será adaptado para atividades de pesquisa e expedição.

Foto: Yacht Harbour

O REV tem capacidade para acomodar 60 cientistas e 40 membros de tripulação. A respeito da poluição gerada pela embarcação, os desenvolvedores explicam que a pegada de carbono será reduzida por meio de um sistema de gestão de energia, que conta até com sistema elétrico. Além disso, haverá um sistema de limpeza dos gases poluentes emitidos.

O projeto está sendo desenvolvido pela empresa VARD e projetado por Espen Oeino, um conhecido designer de super-iates.

Foto: ©Rosellinis four-10/Wwf Norway


Fonte: CicloVivo

Comentários