Se engana quem acha que acampamento é sinônimo de falta de estrutura ou monotonia. É possível acampar em locais fantásticos pelo mundo afora. E mais: o desconforto de dormir em um colchão de ar pode ser compensado pelo fato de acordar de frente para belezas como essas das fotos abaixo.
Para você que ama acampar — ou para quem está considerando entrar agora nesse mundo de barracas e mochilas —, separamos uma lista com 17 locais fantásticos para explorar. São ideais para quem aprecia um turismo com toques de aventura e não tem nenhum problema com banheiros compartilhados. Confira!

1. Glacier National Park, Estados Unidos

Situado no estado de Montana, o Parque Nacional Glacier funciona o ano inteiro, 24 horas por dia. No entanto, algumas das atrações e serviços dependem das condições climáticas – vale pesquisar no site oficial antes de colocar o pé na estrada. No parque há muita vida selvagem, diversas opções de trilhas, lagos de tirar o fôlego e a incrível vista das cadeias montanhosas. Se decidir acampar por lá, tenha o cuidado de não deixar lixo ou mantimentos ao ar livre, o que pode atrair ursos! Sugestão: arme acampamento à beira da água no Kinta Lake Campground.

2. Torres del Paine, Chile

Mediante reserva, é possível acampar na Patagônia chilena sem custo nenhum. Em Torres del Paine há áreas autorizadas para camping e que contam com uma estrutura básica que oferece água potável e banheiros aos campistas. Além disso, não faltam opções para curtir o parque: caminhadas de diferentes níveis, trilhas, excursões guiadas, paisagens estonteantes… A época mais indicada para acampar no local é de outubro a março, quando as temperaturas são mais amenas. No entanto, vá preparado para possíveis mudanças no tempo.

3. Laugavegur, Islândia

Paisagens nevadas, águas termais, montanhas coloridas. A Islândia é um presente aos olhos, seja para qual lugar você olhar. O trekking em Laugavegur, que tem percurso de 55 quilômetros, é um dos mais populares do local. Ao longo do trajeto há opções de hospedagem e áreas de acampamento, que geralmente estão abertos do final de junho até o final de agosto, dependendo das condições de neve e trilhas. Vale lembrar que no país é possível nevar até mesmo no verão.

4. High Atlas Montana, Marrocos

O diferencial do passeio já pode começar na hora de carregar as suas bagagens: que tal o auxílio de camelos? O deserto quente e com picos nevados do Marrocos é uma ótima pedida para viajantes que não abrem mão de um pouco de aventura. Trekking e pedalada são algumas das alternativas para os esportistas, que levam de brinde a vista de paisagens pitorescas e diferentes vilarejos.

5. Valle de Cocara, Colômbia

Lar de algumas das palmeiras mais altas do mundo, o Valle de Cocara está situado dentro do Parque Nacional Los Nevados, perto da cidade de Salentos. Uma das atrações mais recomendadas é a caminhada. As trilhas são bem marcadas e de fácil acesso. Os campistas devem ir bem equipados, uma vez que costuma chover quase que diariamente no local e a temperatura pode ficar negativa durante a noite. Não é permitido montar acampamento fora das áreas destinadas a isso.

6. Cordilheira Huayhuash, Peru

Ao sul da cidade de Huaraz, no Peru, está localizada a Cordilheira Huayhuash, destino certo para quem curte escalar e se aventurar em elevada altitude. Para os apreciadores do montanhismo é um prato cheio, com direito a imersão na cultura do povo andino e o desafio de chegar ao cume do “Diablo Mudo”. O circuito de trekking no Huayhuash está entre os melhores do mundo e costuma durar de 10 dias a duas semanas, sendo 2 dias dedicados à aclimatação.

7. Grand Canyon, Estados Unidos

Com história datada de 2 bilhões de anos, o Grand Canyon é um dos mais fantásticos locais do mundo! Acampar por lá é uma tradição das famílias americanas e trata-se de uma experiência única. As áreas para campistas são bem demarcadas e equipadas, com lavanderias, local para banho e banheiros. Também há opção de acampar com motorhomes em parques específicos, Trailer Villages. Os meses de maior movimento são julho e agosto. No inverno a visitação pode ser limitada, mas a paisagem é maravilhosa.

8. Lençóis, Brasil

A Bahia vai muito além de suas praias maravilhosas. A região serrana conta com um destino repleto de belezas naturais: a Chapada Diamantina. O município de Lençóis (409 km de Salvador) é um dos mais procurados pelos campistas, além de ser um dos espaços de ecoturismo mais visitado do Brasil. Lençóis é uma das portas de entrada do Parque Nacional da Chapada Diamantina, que conta com diferentes opções de esportes — como trekking, mountain bike, highline e escalada —, diversão e gastronomia.

9. Miyajima, Japão

Miyajima é, conforme a cultura japonesa, a ilha dos deuses. Localizada nas proximidades de Hiroshima, conta com o Itsukushima Shrine – um dos templos mais fotografados do Japão, cervos que circulam livremente pelo local e um comércio cheio de charme. A única forma de chegar à ilha é através de barcos (ferrys). É possível alugar uma tenda ou cabana para viver uma experiência única e cheia de tranquilidade.
Diversos eventos ocorrem na ilha ao longo do ano. Em fevereiro há um festival de ostras imperdível!

10. Waldseilgarten, Alemanha

Essa área de acampamento é para quem tem coragem e um orçamento um pouco mais alto. Waldseilgarten, na Alemanha, é um resort que oferece barracas montadas nas alturas! Elas ficam presas no alto das árvores e são cobertas por mosquiteiras que permitem que o céu seja observado sem nada atrapalhando a sua visão. Para os mais destemidos, há a opção de passar a noite em plataformas suspensas sobre um penhasco. Durante o dia o resort oferece atividades variadas, que vão de arco e fecha a tirolesa.

11. El Chaltén, Argentina

Pequena vila da Patagônia argentina, El Chaltén é vizinha de El Calafate e deveria fazer parte da sua lista de locais para conhecer. Cercado de natureza selvagem, montanhas e trilhas, o local é conhecido como capital do trekking na Argentina. Os maiores frequentadores do local costumam ser alpinistas que almejam os picos Fitzroy e Cerro Torre. Como o tempo costuma ser instável, a melhor época para conhecer o local é entre a primavera e o verão. Há opções de campings, hostels simples e restaurantes. Celulares dificilmente pegam no local.

12. Chapada dos Veadeiros, Brasil

Depois de enfrentar o maior incêndio de sua história e ter 28% de sua área atingida pelas chamas, o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros foi reaberto aos turistas no começo de novembro. Localizada no Nordeste Goiano, a Chapada conta com muitas belezas naturais, diversidade animal e vários campings com boa infraestrutura. Exuberante, a região foi eleita pela UNESCO como Patrimônio Natural da Humanidade e Reserva da Biosfera Goyaz. O inverno no cerrado é seco, enquanto o verão costuma vir acompanhado de chuvas.

13. Grand Prismatic Spring, Estados Unidos

No parque de Yellowstone, Estados Unidos, fica essa estonteante mina de água colorida, a Grand Prismatic Spring. Terceira maior fonte de água quente do mundo, ela tem mais de 37 metros de profundidade. É possível acampar no local, sendo o inverno a época menos indicada. As razões para conhecer este destino não são poucas: a fauna é diversa, as atrações são inúmeras e seus gêiseres são impressionantes. O Parque Nacional de Yellowstone é, também, o lugar onde mora o personagem Zé Colmeia.

14. Somerset, Inglaterra

É em Somerset que acontece o famoso Glastonbury Festival. Lá também é uma boa opção de viagem para quem aprecia a vida rural. Fica no Sudoeste da Inglaterra e é conhecida por seus queijos e morangos. A região é repleta de locais históricos e tem vista tanto para o campo como para a praia. A fauna local conta com pôneis, burros, porcos e ovelhas. A visita é válida em qualquer época do ano, mas se for acampar no inverno, é preciso ir preparado para enfrentar temperaturas baixas.

15. Ilhas de Aran, Irlanda

Situadas ao largo da costa oeste da Irlanda, as Ilhas de Aran possuem uma aura diferenciada. Paraísos arqueológicos, muito vento, flores silvestres e silêncio compõem sua a beleza. Na ilha é possível ver focas e golfinhos de perto, além de fazer rapel e escalar falésias. Anda-se muito de bicicleta e a cavalo no local. O principal ponto turístico é o Forte Dun Aonghasa, datado de 500 a.C. Há áreas de camping e opções de hotéis na localidade.

16. Mahai Camping, África do Sul

Se fazer turismo na África do Sul está nos seus planos, considere colocar o Mahai Camping na sua rota. O acampamento está localizado contra as montanhas de Drakensberg do Norte, no Royal Natal National Park. Novembro e dezembro são as melhores épocas para fazer o seu passeio, já que no inverno algumas rodovias podem ser fechadas por causa da neve. Equitação, pescaria e montanhismo são algumas das atividades do local, mas é a caminhada o seu destaque.

17. Corfu, Grécia

Com arquitetura renascentista, lindíssimas praias e vegetação densa, Corfu é a ilha mais verde da Grécia e também é mencionada na ‘Odisseia’, de Homero. O local tem uma série de atividades culturais e religiosas ao longo do ano. Não é a toa: o local conta com centenas de capelas e igrejas. Há diversos campings na região, onde é possível alugar barracas e bangalôs. Trailers, motorhomes e motos também costumam ser bem-vindos.

Fonte: Viajali

Comentários